Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Remédio Santo

Blog feito por uma Farmacêutica para todos! Com o intuito de ajudar e tirar dúvidas de forma simples e prática, sobre tudo o que se considera "Indicação Farmacêutica".

Blog feito por uma Farmacêutica para todos! Com o intuito de ajudar e tirar dúvidas de forma simples e prática, sobre tudo o que se considera "Indicação Farmacêutica".

Eritema da fralda Bebé

O eritema da fralda é uma irritação na zona da fralda, geralmente com assadura, sensibilidade, vermelhidão, prurido, descamação, pequenas borbulhas e lesões.

 

Causas

 

  • Bactérias

 

  • Urina e fezes

 

  • Humidade

 

  • Fungos

 

  • Fricção

 

 

Tratamento

 

  • Não utilizar toalhitas, em vez destas usar compressas tecido não tecido bem macias e uma água de limpeza suave, secar bem no final com uma compressa dessas seca

 

  • Desaconselho a utilização de pó de talco, pode provocar acidentes por aspiração para os pulmões

 

  • Utilizar um creme barreira, bem espesso, com grande percentagem de óxido de Zinco, a persistência da dermatite durante mais de 3 dias deve fazer-nos pensar noutros diagnósticos além da dermatite simples 

 

  • Se a causa for fungica misturar clotrimazol ao creme barreira alternando com um creme rico em sucralfato (cicatrizante), cobre e zinco

 

  •  Em caso de inflamação intensa, podem aplicar-se pomadas com corticóides suaves durante poucos dias, sempre sob indicação do pediatra

 

  • Deixar o rabinho ao ar livre o maior tempo possível

 

  • Não apertar demasiado a fralda e mudar a fralda com bastante frequência

 

  • Sempre que o eritema perdure por vários dias ou esteja num estado avançado, fale com o pediatra

 

eritema.jpg

 

Antibióticos! Porquê tomar até ao fim?

Os antibióticos são medicamentos utilizados para combater infecções bacterianas. Sempre que os usamos de forma errada colocamos em causa a sua eficácia e contribuímos para o desenvolvimento de bactérias resistentes:

 

  • Não tomar  até ao fim - devemos seguir a prescrição pois se não o fazemos as bactérias não morrem e a infecção não é devidamente curada.
  • Não tomar a horas - a bactérias adaptam-se ao fármaco (resistência) havendo multiplicação bacteriana e não a sua morte.
  • Utiliza-los para infecções virais - como gripes e constipações.
  • Tomar antibióticos antigos que sobram ou que foram prescritos a outras pessoas - outras situações, outras bactérias.

 

Qual o perigo da resistência bacteriana?

 

A multi-resistência constitui uma ameaça à saúde à escala global colocando todos nós em perigo, mesmo quem nunca tenha tomado um antibiótico:

 

  • Insucesso terapêutico
  • Agravamento de doenças de base
  • Aumento do tempo de recuperação
  • Internamentos hospitalares
  • Aumento dos custos para o doente e sistema de saúde
  • Morte precoce
  • Impacto ambiental

 

É importante perceber que o antibiótico é para ser usado somente quando necessário e tem de ser prescrito e tomado a horas  até ao fim.

antibi.jpg

 

 

Como aumentar a quantidade de leite materno

Todos sabemos que a amamentação traz benefícios para o bebé não só para o seu sistema imunitário, o acto de amamentar é também transmissão de calma, carinho e afecto. Por isso mesmo devemos tentar amamentar mesmo quando o bebé já faz suplemento (leite de lata) e já estejamos a trabalhar. Sim será com menor frequência mas por pouco que seja é muito importante. Quanto menos vezes e menos quantidade o bebé mama, menos estimulação da mama e consequentemente menos produção de leite. Ficam aqui algumas dicas para ajudar a aumentar a quantidade de leite materno e continuar a amamentar:

 

  • Beber 1,5-2L de líquidos ao longo do dia, sugiro introdução da infusão de funcho e erva doce

 

  • Tomar suplemento de Cardo Mariano (Sylibum Marianum) em saquetas à venda em farmácias

 

  • Relaxar é essencial, o stress é inimigo da produção de leite, mantenha-se calma e desfrute da bênção que é amamentar a sua "cria"

 

  • Alimente-se bem, nada de dietas nesta fase

 

  • Usar a bomba tira leite para estimular a produção de leite

 

Amamentação.jpg

 

Como conseguir que o bebé adormeça sozinho sem birras antes dos 2 meses

O bebé quando nasce tem sempre muito sono, todo o desgaste do parto faz com que esteja muito sonolento,  lentamente vai estando mais desperto e readaptando-se ao novo mundo que o envolve. Por volta das 4 semanas começam a impor-se e a mostrar o seu verdadeiro feitio.

 

Para ajudarmos o bebé a ser autónomo na altura de fazer as suas sonecas, para bem dele e dos papás, devemos agir desde início, tentando não promover vícios que mais tarde vamos pagar caro. Claro que temos que mimar o nosso bebé e dar colinho e tudo o que há de bom, mas temos de saber quando o fazer.

 

- Não devemos adormecer a criança ao colo, nem a balançar nem tão pouco a dar de mamar, pois de futuro sempre que esta estiver no berço e não estiver a fazer estas coisas, ela vai chorar. Lembre-se que hoje são 3kg, amanhã são 10kg. A criança deve acordar, mamar, mudar a fralda e ser mimado, receber o tão esperado colo, brinque e fale com o seu filhote mas não o deixe adormecer ao colo, e finalmente volta a ir dormir. Esta é a rotina a implementar!

 

Mal a criança apresente sinais de sono devemos colocá-la no berço, se esperamos demasiado vai começar uma birra:

 

  • Esfregar os olhos

 

  • Abrir a boca

 

- Se o bebé já mamou (não tem fome), mudou a fralda e não tem nenhum desconforto, mas está a chorar no berço, devemos sim ir lá reconfortar com palavras e com a nossa presença, mas não o tirar da caminha.

 

- Ter um ritual do sono é importante, cantar sempre a mesma canção para acalmar o bebé, diferenciar o dia da noite, durante o dia a casa deve estar iluminada e ter os ruídos normais da televisão, telemóvel, pais a conversar sem segredar. De noite, baixar as luzes, diminuir os ruídos. O bebé não deve dormir mais de dia que de noite.

 

 

horassono.jpg

 

O que fazer em caso de sismo

Perante um sismo, temos algumas regras básicas que todos devemos conhecer e seguir:

 

  • Identifique os locais mais seguros: vão de portas interiores, cantos de paredes-

         mestras, debaixo de mesas e de camas.

 

  • Conheça os locais mais perigosos: junto a janelas, espelhos, candeeiros, móveis e outros objectos. Elevadores e saídas para a rua.

 

  • Desligar a electricidade e cortar a água e o gás.

 

  • Reúna uma lanterna, um rádio portátil, um extintor, números de telefone de serviços de emergência e um estojo de primeiros socorros.

 

  • Se estiver na rua dirija-se para um local aberto com calma e serenidade, longe do mar ou cursos de água

 

 

  • Se estiver a conduzir pare a viatura longe de edifícios, muros, postes e cabos de alta tensão e permaneça dentro dela.

 

  • Após o sismo mantenha a calma e conte com a ocorrência de possíveis réplicas. Não se precipite para as escadas ou saídas. Nunca utilize elevadores. Cuidado com as fugas de gás, não acender cigarros, isqueiros e fósforos.

 

sismo.png

 

Plano Nacional de Vacinação e vacinas extra plano

Vacinas que pertencem ao plano nacional, nº de doses e idades de administração:

 

plano nacional vacinação 2017.png

 

Depois existem outras vacinas fora do plano nacional de vacinação que deve conhecer e pedir opinião ao pediatra sobre a sua administração:

 

  • Bexsero - Meningite Serogrupo B (injectável) 3 doses - 3, 5 e 7 meses 

 

  • Rotateq/Rotarix - Rotavírus (oral) 3 e 2 doses respectivamente - 3,4 e 6 meses/2 e 4 meses 

 

  • Varivax/Varilix - Varicela (injectável) 2 doses (a partir dos 12 meses com intervalo de 3 meses entre cada dose)

 

  •  Havrix/Vaqta - Hepatite A (injectável) 2 doses  (a partir dos 12 meses com intervalo de 6 meses a 1 ano entre cada dose)

 

vacinaçao.jpg

 

 

Exercício pós-parto

A mulheres que tiveram um parto normal (vaginal) podem recomeçar os exercícios 4 semanas após o nascimento do bebé. No caso da cesariana só será seguro passadas 6 semanas. De qualquer modo a mãe antes deverá falar com o obstetra sobre o assunto e aí então, fazer uma avaliação sobre a sua condição física, por profissional creditado, que acompanhará a mãe nas sessões de exercícios.

A ginástica pós-parto é importante para a saúde e bem estar da mãe, tanto a nível físico como psicológico, aumentando a confiança e auto-estima, diminuindo a prevalência de depressões pós-parto e reduzindo a probabilidade de incontinência urinária e queda da bexiga no futuro. 

Mantenha-se activa, vai melhorar a sua forma física, o seu bem estar e terá um sono mais tranquilo e reparador.

 

ginasticaposparto.jpg

 

 

 

Sarna em Humanos

A Sarna humana ou escabiose é provocada por um ácaro, que escava túneis na nossa pele onde deposita os seus ovos, resultando numa reacção de prurido intenso.

 

 

sarna-humana_13595_w696.jpg

 

 

Sintomas

 

  • Prurido (comichão) especialmente à noite

 

  • Erupções cutâneas tipo picada entre os dedos, seios, axilas, nádegas, mãos, barriga

 

  • Crostas (em sistemas imunitários mais comprometidos)

 

  • A observação microscópica  é por vezes a única maneira de se distinguir a escabiose de outros problemas de pele e chegar a um diagnóstico preciso. Procure o seu médico

 

Contágio

 

  • Através da pele, roupa, lençóis 

 

Tratamento

 

  • Primeiro que tudo lavar toda a roupa e lençóis em água bem quente

 

  • Aplicação tópica de soluções escabicidas 

 

  • Anti-histamínicos para evitar coçar e fazer feridas (infecção)

 

  • O tratamento deve estender-se ao resto da família

 

 

 sarna2.jpg

 

 

 

sarna.jpg

 

 

 Muito importante, a sarna dos animais não é transmitida aos humanos e vice-versa.

 

 

 

Verrugas vs Cravos

São situações distintas que no entanto são muitas vezes confundidas. 

 

Verrugas

 

  • Causadas por vírus (HPV)

 

  • Pés, dedos, unhas, pescoço e rosto

 

  • Nódulos duros irregulares, as plantares são muitas vezes confundidas com calos

 

  • Tratamento com produtos descamantes/queratolíticos  ou crioterapia (frio/nitrogénio)

 

 

verruga.jpg

 

verrugas1.jpg

 

 

Verruga-2.jpg

 

 

verrugas-genitais_16678_l.jpg

 

 

Cravos

 

  • Causados por obstrução de poros (comedões) - acumulação de gordura da pele

 

  • Rosto e tronco (zonas ricas em glândulas sebáceas)

 

  • Pequenos pontos brancos ou negros

 

  • Tratamento  com produtos não comedogénicos (na lavagem e pós lavagem), evitar produtos oleosos e usar eventualmente cremes à base de ácido salicílico ou azelaico

 

 

cravos-comedoes-cureta-conjunto-com-4-extratores-D

 

Tosse Convulsa

Doença infecciosa respiratória que afecta essencialmente bebés e crianças pequenas. Os casos têm vindo a aumentar nos últimos 2 anos, surgindo de novo a ameaça. Por isso mesmo é fundamental vacinar as grávidas no final da gravidez (pelas 32 semanas seria o ideal), para deste modo imunizar o bebé até que este inicie a vacinação, com 2 meses de idade. A vacina já faz parte do plano nacional de vacinação para todas as grávidas. Fale com o seu médico de família e obstetra.

 

 

Como se transmite

 

  • Através de gotículas respiratórias

 

 

Sintomas

 

  • Febre baixa

 

  • Tosse (vómito após tosse)

 

  • Inflamação da mucosa nasal

 

  • Podem ocorrer convulsões

tosse convulsa.png

 

Mais sobre mim

foto do autor

Favoritos

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D