Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Remédio Santo

Blog feito por uma Farmacêutica para todos! Com o intuito de ajudar e tirar dúvidas de forma simples e prática, sobre tudo o que se considera "Indicação Farmacêutica".

Blog feito por uma Farmacêutica para todos! Com o intuito de ajudar e tirar dúvidas de forma simples e prática, sobre tudo o que se considera "Indicação Farmacêutica".

Exercício pós-parto

A mulheres que tiveram um parto normal (vaginal) podem recomeçar os exercícios 4 semanas após o nascimento do bebé. No caso da cesariana só será seguro passadas 6 semanas. De qualquer modo a mãe antes deverá falar com o obstetra sobre o assunto e aí então, fazer uma avaliação sobre a sua condição física, por profissional creditado, que acompanhará a mãe nas sessões de exercícios.

A ginástica pós-parto é importante para a saúde e bem estar da mãe, tanto a nível físico como psicológico, aumentando a confiança e auto-estima, diminuindo a prevalência de depressões pós-parto e reduzindo a probabilidade de incontinência urinária e queda da bexiga no futuro. 

Mantenha-se activa, vai melhorar a sua forma física, o seu bem estar e terá um sono mais tranquilo e reparador.

 

ginasticaposparto.jpg

 

 

 

Sarna em Humanos

A Sarna humana ou escabiose é provocada por um ácaro, que escava túneis na nossa pele onde deposita os seus ovos, resultando numa reacção de prurido intenso.

 

 

sarna-humana_13595_w696.jpg

 

 

Sintomas

 

  • Prurido (comichão) especialmente à noite

 

  • Erupções cutâneas tipo picada entre os dedos, seios, axilas, nádegas, mãos, barriga

 

  • Crostas (em sistemas imunitários mais comprometidos)

 

  • A observação microscópica  é por vezes a única maneira de se distinguir a escabiose de outros problemas de pele e chegar a um diagnóstico preciso. Procure o seu médico

 

Contágio

 

  • Através da pele, roupa, lençóis 

 

Tratamento

 

  • Primeiro que tudo lavar toda a roupa e lençóis em água bem quente

 

  • Aplicação tópica de soluções escabicidas 

 

  • Anti-histamínicos para evitar coçar e fazer feridas (infecção)

 

  • O tratamento deve estender-se ao resto da família

 

 

 sarna2.jpg

 

 

 

sarna.jpg

 

 

 Muito importante, a sarna dos animais não é transmitida aos humanos e vice-versa.

 

 

 

Verrugas vs Cravos

São situações distintas que no entanto são muitas vezes confundidas. 

 

Verrugas

 

  • Causadas por vírus (HPV)

 

  • Pés, dedos, unhas, pescoço e rosto

 

  • Nódulos duros irregulares, as plantares são muitas vezes confundidas com calos

 

  • Tratamento com produtos descamantes/queratolíticos  ou crioterapia (frio/nitrogénio)

 

 

verruga.jpg

 

verrugas1.jpg

 

 

Verruga-2.jpg

 

 

verrugas-genitais_16678_l.jpg

 

 

Cravos

 

  • Causados por obstrução de poros (comedões) - acumulação de gordura da pele

 

  • Rosto e tronco (zonas ricas em glândulas sebáceas)

 

  • Pequenos pontos brancos ou negros

 

  • Tratamento  com produtos não comedogénicos (na lavagem e pós lavagem), evitar produtos oleosos e usar eventualmente cremes à base de ácido salicílico ou azelaico

 

 

cravos-comedoes-cureta-conjunto-com-4-extratores-D

 

Tosse Convulsa

Doença infecciosa respiratória que afecta essencialmente bebés e crianças pequenas. Os casos têm vindo a aumentar nos últimos 2 anos, surgindo de novo a ameaça. Por isso mesmo é fundamental vacinar as grávidas no final da gravidez (pelas 32 semanas seria o ideal), para deste modo imunizar o bebé até que este inicie a vacinação, com 2 meses de idade. A vacina já faz parte do plano nacional de vacinação para todas as grávidas. Fale com o seu médico de família e obstetra.

 

 

Como se transmite

 

  • Através de gotículas respiratórias

 

 

Sintomas

 

  • Febre baixa

 

  • Tosse (vómito após tosse)

 

  • Inflamação da mucosa nasal

 

  • Podem ocorrer convulsões

tosse convulsa.png

 

Sarampo - prevenir, detectar, tratar

O sarampo é uma doença provocado por um vírus (Morbilivirus). Propaga-se através de gotículas e  secreções (tosse espirros). A incubação do vírus é de 8-13 dias.

 

Sintomas:

 

  • Olhos vermelhos

 

  • Tosse seca

 

  • Febre

 

  • Garganta irritada

 

  • Congestão nasal

 

  • Erupção avermelhada na pele  com comichão ( começam na face e pescoço e orelhas passando depois para o tronco, pernas e braços)

 

Em crianças saudáveis e bem nutridas, raramente é grave, podendo no entanto complicar-se ao nível dos pulmões (pneumonia), ouvido médio (otite) e cerebral (encefalite).

 

Prevenção:

 

  • Vacina (2 doses, 1ª aos 12 meses e 2ª entre os 5 e 6 anos)

 

Tratamento:

 

  • Alívio dos sintomas que podem ir até 3 semanas (antipirético, ingestão de líquidos, humidificador do ar, repouso)

 

  • Antibiótico ( em caso de infecção secundária)

 

sarampo-2.jpg

 

Igonar ou punir birras em local Público

As birras começam geralmente pelos 2 anos ou entre os 2 e 4 anos, surgem da necessidade da criança expressar as suas vontades.

 

Como actuar:

 

  • Começar sempre por explicar porque a criança não deve proceder daquela maneira e o motivo e importância de cumprir a ordem dada.

 

  • Deve definir as regras e consequências do incumprimento, mostre que manda.

 

  • Nunca voltar atrás com as regras e consequências impostas (firmeza).

 

  • Ignore o comportamento da criança, se não for suficiente, saia do local.

 

  • Castigos corporais podem incentivar novas birras. Pense bem nas consequências que vai impor.

 

  • Por outro lado quando o seu filho faz o que lhe pediu deve dizer obrigada, sorrir, elogiar.

 

                                                                                   

birras.gif

 

 

Como tirar a fralda do seu filhote

Deve iniciar este processo em crianças com pelo menos 22 meses, que já não mame de noite, que já ande bem, e se faça entender caso queira ir ao bacio.

 

  • Explicar à criança para que serve o bacio.

 

  • Acordar a criança sempre à mesma hora, dar o pequeno almoço e retirar a fralda deste vestindo peças de roupa fáceis de tirar e usando cuequinhas (ter várias pois vão acontecer diversos acidentes). Deve deitar a fralda que o bebé estava a utilizar no lixo de maneira a que a criança veja e entenda o que está a acontecer, devem fazê-lo juntos.

 

  • Deve explicar à criança que deve pedir para ir ao bacio quando tiver vontade, e não estar sempre a perguntar se tem vontade, pois vai causar mais ansiedade.

 

  • Quando houver acidentes não critique o seu filho, desvalorize, diga que para a próxima vai conseguir chegar a tempo, não ralhe, mantenha a calma.

 

  • Quando corre bem deve elogiar e dar um prémio, uma coisa simples como um autocolante, uma figurinha de que ele goste.

 

  • Antes da sesta ou noite deve levar a criança ao bacio por 5 minutos, não mais, mesmo que não faça nada.

                                                                                         

desfralde-diurno.jpg

 

Primeiros dentinhos do bebé

A erupção dos primeiros dentes dá-se geralmente por volta dos 6 meses de vida do bebé. No entanto a higiene oral deve ser iniciada antes mesmo de surgir o primeiro dente, com uma dedeira de silicone, diariamente após a ultima mamada. Depois de nascer o primeiro dente a higiene oral passa a 2x dia e deve utilizar-se uma pasta dentífrica com 1500ppm (flúor). A partir dos 2 anos deve incentivar-se  a criança a fazer a sua própria escovagem sob vigilância, utilizando uma escova infantil pequena e macia.

 

Sintomas que indicam erupção dentária breve:

 

  • Bebé baba-se bastante

 

  • Dores e gengiva inflamada

 

  • Febre (se > 2dias contactar pediatra)

 

O que fazer:

 

  • Gel analgésico local

 

  • Mordedor próprio para ir ao frigorífico

                                                                            

                                                                          

dedeira.jpg

escovadentes.jpg

 

 

Cólicas do bebé

As cólicas surgem na vida do bebé por volta das 3 semanas de vida, surgem por deglutição excessiva de ar, tensão emocional e imaturidade do aparelho gastrointestinal.

 

  1. Como identificar

 

  • Choro e agitação excessiva sem causa aparente numa criança saudável

 

  1. O que fazer

 

  • Biberão anti-cólicas
  • Uso de probióticos e chá de funcho
  • Leite/suplemento anti-cólica
  • Colocar bebé ao colo de barriga para baixo
  • Massagem anti-cólica 2-3x dia: circular no sentido dos ponteiros do relógio, depois dobrar joelhos do bebé empurando-os contra a barriga durante 5 segundos, fazer também o movimento alternado de pernas como se estivesse a pedalar uma bicicleta

 

 

colic.jpg

 

 

anticolica1.jpeg

 

 

Colica-no-bebê-004.jpg

 

Congestão nasal

Quando temos o nariz entupido devido a uma constipação ou mesmo alergia o que podemos fazer para aliviar esta situação:

 

 

  • Bebés/crianças pequenas

 

- Soro/água do mar para bebés

 

- Irrigador nasal (>2 anos) - irrigador com saquetas de sal

 

                                                                                  

irrigaçao.jpg

 

 

- Aspirador nasal

                                                                             

                                                                               

aspirador.jpg

 

 

 

  • Adultos

 

- Água do mar hipertónica (maior concentração de sal logo maior poder descongestionante) ou irrigador nasal

 

- Gotas/sprays descongestionantes ( devem ser usadas com prudência no máximo 12/12h por somente 3 dias, aconselho mesmo que o façam só para dormir esses 3 dias)

 

                                                     

                                                                          

entupido.jpg

 

Quem sofre de alergias, sinusite ou mesmo renite, deve utilizar o irrigador nasal como prevenção, fazendo a lavagem das fossas nasais diariamente.

Mais sobre mim

foto do autor

Favoritos

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D